Carta de Einstein é leiloada por quase U$ 3 milhões

Uma carta escrita por Albert Einstein sobre religião, sua identidade judaica e sua busca por significado na vida foi vendida em leilão por quase US $ 3 milhões – mais de sete vezes a quantia de uma década atrás.

Einstein escreveu o que foi apelidado de “A Carta de Deus” para o filósofo Eric Gutkind, em 1954. Ela foi vendida na terça-feira pela Christie’s, por US$ 2.892.500, quase dobrando o preço estimado de venda.

“A palavra Deus não é para mim senão a expressão e o produto das fraquezas humanas, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas ainda bastante primitivas”, escreveu Einstein.

“Para mim, a religião judaica não adulterada é, como todas as outras religiões, uma encarnação de superstição primitiva”, diz a carta. “E o povo judeu ao qual de bom grado pertenço, e em cuja mentalidade me sinto profundamente ancorado,  para mim não tem nenhum tipo diferente de dignidade de todos os outros povos.

Em 2008, a carta foi vendida em leilão para um colecionador privado por US$ 404.000.