19 de novembro de 2017 English Español עברית

Conib Logo

Presidente da Conib fala à rádio Jovem Pan sobre vinda ao Brasil de aiatolá ligado ao terrorismo

24 Jul 2017 | 10:30
Imprimir

Fernando Lottenberg, presidente da Conib, falou ao jornalista Claudio Tognolli, da Jovem Pan, sobre a vinda ao Brasil do aiatolá Mohsen Araki, que participará nos próximos dias em uma série de conferências em mesquitas e instituições patrocinadas pelo governo iraniano no Brasil, incluindo uma palestra em São Paulo com o tema "Os muçulmanos e o enfrentamento ao terrorismo radical". Araki definiu recentemente Israel como "um câncer que tem que ser extirpado do Oriente Médio".

“O Brasil tem tradição de tolerância e leis firmes contra a discriminação, qualquer que seja a sua forma, além de manter relações históricas com Israel. Por isso, exortamos às autoridades brasileiras que proíbam a pregação de um sujeito como esse, que clama pela destruição do Estado judeu e está associado a diversos grupos terroristas, inclusive os responsáveis pelos atentados contra alvos judaicos em Buenos Aires, que mataram dezenas de pessoas”, afirmou Lottenberg.

“Nós, judeus brasileiros, nos sentimos diretamente atacados ao se permitir esse tipo de pregação em nosso país e esperamos que as autoridades sejam sensíveis a isso”, acrescentou.

A Fisesp, em conjunto com a Conib, está tomando as medidas necessárias no sentido de deixar as autoridades brasileiras cientes desta questão. Os serviços de inteligência da PF irão monitorar o aiatolá, informa Tognolli.





Comentários


Últimas do Blog

Vídeos