10 de dezembro de 2017 English Español עברית

Conib Logo

Fundo de Bolsas beneficiará alunos de 15 escolas judaicas de São Paulo

03 Out 2017 | 11:41
Imprimir

O programa Fundo de Bolsas, criado em 2016, visa proporcionar educação judaica formal para crianças e jovens da comunidade judaica de São Paulo em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

393 bolsistas foram atendidos neste ano, e uma nova campanha de arrecadação via plataforma Charidy acontecerá em 25 e 26 de outubro, com o objetivo de atender em 2018 “pelo menos os 622 pedidos que tivemos”, afirmou o gestor do Fundo, Gabriel Zitune.

As doações poderão ser feitas online, via cartão de crédito em um portal de doações exclusivo da campanha, ou depósito bancário.  A campanha, que pretende arrecadar pelo menos R$ 4 milhões, busca beneficiar alunos de todas as 15 escolas da comunidade judaica.

O programa é liderado por quatro famílias doadoras, que já apoiavam programas anteriores de bolsas de estudo. Graças a estes doadores multiplicadores, cada real doado terá seu valor quadruplicado. 

O Fundo de Bolsas atua a partir de uma nova estrutura profissionalizada, com um modelo de governança que garantirá a todos os envolvidos a transparência das ações e a distribuição equitativa das bolsas entre as escolas, em parceria entre as escolas judaicas de São Paulo, Vaad Chinuch, Unibes e Fisesp.

Para Jonathan Sacks, ex-rabino chefe do Reino Unido, “os judeus sobreviveram, simplesmente, porque devotaram suas melhores energias à educação, seu dinheiro às escolas, sua admiração aos eruditos, suas horas livres ao estudo, e sua primeira preocupação com a matrícula de seus filhos”.


Bolsas de estudo na comunidade judaica de São Paulo

A concessão de bolsas de estudos para famílias em dificuldades financeiras tem sido um tema recorrente quando se fala em educação judaica. A Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) estima que ao menos a metade dos jovens em idade escolar da comunidade judaica de São Paulo esteja fora das escolas judaicas. Dos 4,5 mil alunos matriculados nessas escolas, cerca de 2.000 (44%) são bolsistas ou tem algum tipo de desconto, e a necessidade é crescente.

O Fundo de Bolsas, uma entidade independente, se inspirou no Projeto Ieladim e Bolsas Arymax.

A concessão das bolsas é feita a partir de criteriosa análise socioeconômica das famílias. Juntamente com as escolas, é feito o acompanhamento do desempenho de frequência, e é dado apoio aos pais e responsáveis com programas de qualificação profissional e aproximação do judaísmo. O anonimato da criança e de sua família é sempre preservado.





Comentários


Últimas do blog

Vídeos