24 de janeiro de 2018 English Español עברית

Conib Logo

Seth Siegel no programa Roda Viva

09 Jan 2018 | 16:14
Imprimir

“Israel é um exemplo para o mundo sobre o uso consciente da água”, diz especialista no programa Roda Viva 

“É possível que, no futuro, haja guerras por causa da escassez de água, por isso é mais barato e mais inteligente que os países pensem sobre um planejamento hídrico. Ou seja, o mesmo valor gasto em balas e bombas pode ser usado para evitar conflitos. Os problemas relacionados com a água são consequência de governos ruins. Israel é um exemplo para o mundo, porque mesmo tendo vizinhos hostis e com poucos recursos hídricos conseguiu repensar seu estilo de vida e sobre o uso consciente dos recursos naturais. Como resultado, Israel tem uma cultura de economia de água e lá todos sabem como usá-la”. A avaliação foi feita no programa Roda Viva de ontem (8) pelo escritor, empreendedor, advogado e ativista ambiental norte-americano Seth Siegel, que veio ao Brasil em outubro a convite da Confederação Israelita do Brasil (Conib) e da Federação Israelita do Estado de S.Paulo (Fisesp), para falar sobre sua especialidade: a água.

Nascido em Nova York, Siegel graduou-se em Direito e, mais tarde, especializou-se em assuntos relacionados à exploração da água, na Universidade de Wisconsin. Defensor de soluções diplomáticas e da colaboração entre países para conflitos internacionais relacionados com o assunto, tornou-se palestrante em universidades como Harvard, Yale e Princeton. Sua tese também tem sido tema de artigos escritos para o The New York Times, Washington Post e The Wall Street Journal. No livro “Faça-se Água”, lançado recentemente no Brasil, ele indica diretrizes para regiões que sofrem com a escassez e alerta para os riscos existentes para o abastecimento, em escala global”. A bancada de comentaristas desta edição do Roda Viva esteve composta pelo secretário-executivo da rede Observatório do Clima, Carlos Rittl; pelo diretor-geral da Editora Horizonte, Peter Milko; pelo repórter do jornal O Estado de S. Paulo, Edison Veiga; pelo presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Roberval Tavares de Souza; e pelo coordenador do Projeto Observando os Rios, da Fundação SOS Mata Atlântica, Gustavo Veronesi. O programa conta também com a participação fixa do cartunista Paulo Caruso.

Assista.

Siegel esteve no Brasil entre 16 e 19 de outubro do ano passado para uma série de palestras e para o lançamento de seu livro. Na ocasião, Siegel se encontrou com o presidente da Sabesp, Jerson Kelman, deu palestra na Fundação FHC e teve reunião no Ministério do Meio Ambiente, em Brasília. 





Comentários


Últimas do blog

Vídeos