20 de junho de 2018 English Español עברית

Conib Logo

Israel Divulga Dados do Terrorismo

13 Abr 2018 | 16:07
Imprimir

Dias antes da data nacional em memória dos soldados que morreram em conflitos e das vítimas de terrorismo - Yom Hazicaron, no próximo dia 18 -, Israel calcula em 23.645 o número de vítimas de ataques terroristas desde 1860. Dados do Ministério israelense da Defesa revelam que 12 civis foram mortos neste ano em ataques terroristas e que atualmente há um total de 4.849 famílias enlutadas em Israel.

Desde a última data nacional em memória das vítimas de terrorismo, 71 nomes das forças de segurança foram adicionados à lista. Trinta veteranos das Forças de Defesa de Israel (IDFs) ficaram feridos em ataques e acabaram morrendo em consequência dos ferimentos elevando o número de mortos. Ataques terroristas deixaram 3.175 órfãos, entre eles 114 que perderam ambos os pais, 822 viúvas e viúvos e 926 pais enlutados.

Em 2017, as autoridades tiveram um gasto de um total de meio bilhão de shekels com milhares de pessoas feridas em ataques terroristas e com famílias enlutadas. Em cooperação com movimentos de jovens israelenses, as autoridades estão preparando um projeto educacional para incentivar jovens a visitarem cemitérios em Israel durante o Memorial Day, colocar bandeiras e acender velas nas sepulturas dos soldados mortos.

O site do memorial criado como parte do projeto conta a história de 4.146 vítimas de ataques terroristas desde 1860, os primeiros dias do sionismo, até os dias atuais. Os visitantes do site também podem acender uma vela virtual e dedicar uma mensagem em homenagem aos mortos e compartilhá-la nas mídias sociais.

No próximo dia 18, às 11h, uma cerimônia será realizada no Cemitério do Monte Herzl para soldados e membros das IDFs. A cerimônia contará com a presença do presidente Reuven Rivlin e do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, juntamente com o presidente do Knesset, Yuli Edelstein, a presidente da Suprema Corte Esther Hayut, o chefe do Estado Maior do IDF, Gadi Eisenkot, e o comissário de polícia Roni Alsheikh.





Comentários


Últimas do blog

Vídeos