24 de maio de 2018 English Español עברית

Conib Logo

Rio realiza a marcha do Regimento Imortal

11 Mai 2018 | 15:46
Imprimir

Tradição recente na Russia, a marcha do Regimento Imortal foi realizada pela primeira vez no Rio, em 9 de maio de 2018, Dia da Vitória. Enquantro Putin e Netanyahu assistiam o desfile na Praça Vermelha, na Cinelândia  os participantes portando cartazes de seus entes queridos, caminharam da Camara dos Vereadores até a Casa da FEB (Força Expedicionária Brasleira), levando retratos de soldados russos, brasileiros, e de heróis do Levante do Gueto de Varsóvia.

A marcha tem acontecido a cada ano em mais cidades pelo mundo afora, tendo se realizado em Brasilia e São Paulo.

No Rio participaram sobreviventes do Holocausto,  Roberto Tredler, Madeleine Mansur, Roland Fischberg, o partisan russo Natan Kimelblat, 97 anos, e os organizadores pela comunidade judaica,  a diretora da FIERJ Evelyn Milsztajn, a Profa Sofia Debora Levy, autora e palestrante sobre a Shoá, e Israel Blajberg, Vice Presidente da Casa da FEB.


Tambem foram conduzidos, entre os soldados brasileiros, retratos de integrantes da comunide judaica que lutaram na segunda guerra mundial, nas forças de terra, mar e ar.


Alem da marcha, houve uma homenagem no Tumulo do Soldado Desconhecido, no Monumento Nacional aos Mortos da 2ª. Guerra, no Parque do Flamengo, com a presença do General Ryuzo Ikeda, Diretor do Patrimonio Historico e Cultural do Exercito..


Os veteranos Melchisedec Afonso de Carvalho, 83, que pertence a ARI, e o partizan Kimelblat, 97 foram os unicos ex-combatentes presentes, acompanhados de suas esposas e filha, sendo homenageados na Câmara pelo Vereador Leonel Brizola Neto, Embaixador da Federação da Rússia, Sergei Akopov, e Cônsul Vladimir Tokmakov. 


Da Russia, veio especialmente o Vice Presidente dos Veteranos, Coronel Aviador Vladimir Bednov.


Alem dos citados, usaram da palavra o Presidente da Casa da FEB, Breno Amorim, e o Prof da UERJ Joao Claudio Platenik Pitillo, e o representante do Prefeito Crivella,  Embaixador Antônio Fernando Cruz de Mello, Coordenador de Relações Internacionais da Prefeitura.


Os oradores enfatizaram que Brasil e Rússia lutaram contra o mesmo inimigo nazifascista, e se pronunciaram pela importância da recordação da memória das tragédias da guerra e da Shoá, pela paz e liberdade entre as nações.

Texto de Israel Blajberg
Fotos - Casa da FEB, Dan e Israel Blajberg


 





Comentários


Últimas do blog

Vídeos