15 de novembro de 2018 English Español עברית

Conib Logo

Fifa pune presidente do futebol palestino por incitar violência contra Messi

27 Ago 2018 | 19:36
Imprimir

A FIFA proibiu o presidente da Associação Palestina de Futebol, Jibril Rajoub, de participar de jogos de futebol oficiais por um ano por incitar o ódio e a violência contra o jogador argentino Lionel Messi. Rajoub havia feito apelo aos árabes, fãs de futebol, para que queimassem pôsteres e camisas de Messi se ele participasse de um jogo em Jerusalém, que deveria ter sido realizado em junho, mas que acabou sendo cancelado pela equipe argentina diante das ameaças. O jogo seria um amistoso de preparação da Copa do Mundo. Em sua decisão, o comitê disciplinar da FIFA citou os comentários do presidente da Federação Palestina, “conclamando os torcedores de futebol a atacar a Federação de Futebol da Argentina e queimar camisas e fotos de Lionel Messi”. Rajoub foi proibido de assistir às partidas de futebol em jogos oficiais por 12 meses contados a partir da última sexta-feira (24). Rajoub, que também é chefe do Comitê Olímpico Palestino, também foi multado em 20 mil francos suíços (US $ 20.300). A Federação Palestina de Futebol disse que a FIFA "apressou-se em condenar" Rajoub com base em "reportagens não-neutras". Ele foi filmado em junho, dizendo em árabe: "vamos atacar Messi e pediremos a todos que queimem sua camiseta". A proibição será aplicada para a Copa Asiática de 2019 nos Emirados Árabes Unidos, que começa em janeiro, e provavelmente inclui o início do programa de qualificação para a Copa do Mundo de 2022.





Comentários


Últimas do blog

Vídeos