15 de novembro de 2018 English Español עברית

Conib Logo

Artista britânico tem apresentações canceladas na Alemanha por apoiar boicote a Israel

06 Set 2018 | 16:34
Imprimir

O jornal alemão Westdeutsche revelou que o cantor e compositor britânico Brian Eno teve uma série de apresentações canceladas na Alemanha por seu apoio ao movimento de boicote a Israel. Segundo o jornal, também foram canceladas uma exposição em homenagem ao cantor e uma apresentação numa faculdade de Dusseldorf, depois que um grande patrocinador do festival em que Eno se apresentaria na cidade retirou seu apoio por causa do ativismo do cantor em favor de um boicote artístico a Israel. No ano passado, Eno exerceu forte pressão sobre outro cantor, o australiano Nick Cave, para que este não se apresentasse em Israel e assinasse um documento de apoio ao movimento BDS. Cave reagiu afirmando que manteria sua apresentação em Israel como forma de protestar “contra todos que tentam intimidar e silenciar artistas”. “Num nível muito intuitivo eu não quis assinar aquela lista, havia algo que cheirava mal naquilo”, disse Cave na ocasião, em entrevista coletiva. "Então me ocorreu que eu não tinha assinado a lista, mas também não estava me apresentando em Israel e isso me fez sentir meio covarde”. “De repente, tornou-se muito importante para mim tomar uma posição contra aquelas pessoas que estão tentando calar músicos, intimidar e silenciar artistas”. “Eu amo Israel e amo o povo israelense”, disse ele, e queria tomar “uma posição de princípios contra os que tentam censurar e silenciar músicos”. “A partir de então, eu poderia dizer que o BDS me fez tocar em Israel”, disse Cave. Popular no país, Cave teve ingressos esgotados nas duas apresentações que fez em Tel Aviv.


Autoridades alemães consideram o movimento BDS de boicote a Israel como parte de uma campanha antissemita. Em maio, oficiais de inteligência do estado alemão de Baden Württemberg divulgaram documento afirmando que esse movimento se assemelha à propaganda nazista de 1933, que incentivava a população a não comprar produtos de judeus sob o slogan: "Alemães, defendam-se! Não comprem produtos de judeus!”.





Comentários


Últimas do blog

Vídeos