20 de agosto de 2017 English Español עברית

Conib Logo

Abbas quer mesmo a paz?

25 Fev 2016 | 15:33
Imprimir

Em 2008, Mahmoud Abbas recusou acordo de paz proposto pelo então primeiro-ministro Ehud Olmert, que incluía a divisão de Jerusalém. Em novembro de 2015, Abbas admitiu que o então primeiro-ministro israelense lhe propôs um acordo e lhe mostrou um mapa com as fronteiras de um futuro Estado palestino, em 93,7% da Cisjordânia e 100% de Gaza, com uma troca de terras para compensar os 6,3% Cisjordânia que ficariam com Israel.

Abbas disse que não lhe foi permitido ficar com o mapa e que queria mostrá-lo aos especialistas palestinos. Olmert disse que lhe daria o mapa, desde que Abbas o assinasse, para evitar que os palestinos fizessem mais exigências. Após a reunião, junto a seus assessores, Abbas pegou um pedaço de papel timbrado e desenhou nele as fronteiras do Estado palestino como propostas por Olmert.

Ele marcou os blocos de assentamentos que Israel manteria: Ariel, Maaleh Adumim e Gush Etzion, um total de 6,3% da Cisjordânia. Em seguida, mostrou os territórios que Israel daria em troca: nas áreas de Afula-Tirat Zvi, Laquis, Har Adar, no deserto da Judéia e ao redor de Gaza. Veja abaixo:


 

Segundo Condoleeza Rice, Olmert e Abbas concordaram em fazer nova reunião no dia seguinte, com os especialistas, mas esta jamais aconteceu. Abbas foi à Jordânia e nunca retornou as ligações de Olmert para voltarem a conversar.

"No final do encontro", disse Olmert em 2013 ao site The Tower, “chamamos Saeb Erekat e Shalom Turjeman. Pedimos-lhes para voltarem no dia seguinte, juntamente com os peritos do mapa, para chegarmos a uma fórmula final para a fronteira.  Mas, no dia seguinte, Erekat ligou para Turjeman e disse que não podiam se reunir para finalizar o acordo de paz, porque ele "tinha esquecido que Abbas devia ir a Amã!" Erekat disse que voltariam a se encontrar na semana seguinte. "Estou esperando desde então", disse Olmert.

Em 2009, Olmert escreveu no Washington Post:

Até hoje, não consigo entender por que a liderança palestina não aceitou uma proposta de grande alcance e sem precedentes. Minha proposta incluiu uma solução para todas as questões pendentes: compromisso territorial, mecanismos de segurança, Jerusalém e refugiados. Valeria a pena explorar as razões pelas quais os palestinos rejeitaram a minha oferta, preferindo, em vez disso, evitar decisões reais”.

Assim, fica difícil aceitar o “argumento” de Abbas, em 2015, de que os palestinos estão desesperados, se ele decidiu sete anos antes não assinar o acordo. Em 2008, após duas Intifadas, os palestinos não estavam “suficientemente” desesperados?

Além disso, a recusa de Abbas, em 2008, fortaleceu a direita israelense, ao dar-lhe o argumento que os palestinos não querem a paz. O fato é que, desde então, Netanyahu ganhou todas as eleições.

Já em 2015, Abbas afirmou que Israel “ataca” a Mesquita de Al Aqsa – ao dizer isso, alimenta a ira de todos os muçulmanos - e que “o sangue dos mártires derramado em Jerusalém é puro”. Não estará ele incentivando a escalada do ódio?
 

LEIA MAIS SOBRE O TEMA

Palestinian Leader Admits He Rejected Statehood, Peace in 2008

http://blog.camera.org/archives/2015/11/palestinian_leader_admits_he_r.html

Condoleezza Rice Memoir: Peace-Process Anguish

http://www.newsweek.com/condoleezza-rice-memoir-peace-process-anguish-68179

Olmert: ‘I am still waiting for Abbas to call’

http://www.thetower.org/exclusive-olmert-i-am-still-waiting-for-abbas-to-call-will-abbas-ever-say-yes/

The Deal the Palestinians Rejected, The History That Was Never Made

http://www.thetower.org/exclusive-the-deal-the-palestinians-rejected-the-history-that-was-never-made/

Olmert lamenta em memórias fracasso de negociações

http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,olmert-lamenta-em-memorias-fracasso-de-negociacoes,672330

The tragedy of Ehud Olmert

http://www.al-monitor.com/pulse/originals/2014/04/olmert-mahmoud-abbas-diplomatic-negotiations-netanyahu-kerry.html#

Exclusive: Olmert's Plan for Peace With the Palestinians

http://www.haaretz.com/print-edition/news/haaretz-exclusive-olmert-s-plan-for-peace-with-the-palestinians-1.1970

 

Sobre a divisão de Jerusalém:

Olmert says peace requires key Israeli concessions

http://articles.latimes.com/2008/sep/30/world/fg-olmert30

Olmert says Israel must internalize divided J'lem

http://www.jpost.com/Israel/Olmert-says-Israel-must-internalize-divided-Jlem

Olmert hints Jerusalem division is inevitable

http://www.geneva-accord.org/mainmenu/olmert-hints-jerusalem-division-is-inevitable?Itemid=0

Israeli leaders back division of Jerusalem

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/1565679/Israeli-leaders-back-division-of-Jerusalem.html

Olmert Privately Proposed Division of Jerusalem to Arab Leaders

http://www.haaretz.com/print-edition/features/report-olmert-privately-proposed-division-of-jerusalem-to-arab-leaders-1.268495





Comentários


Últimas do blog

Vídeos