UE adota declaração contra o antissemitismo, diz CJM em carta à Conib

Robert Singer, CEO do Congresso Judaico Mundial (CJM), enviou carta ao presidente da Conib e Vice Presidente do CJM, Fernando Lottenberg, comunicando que o Conselho da União Europeia emitiu hoje uma declaração sem precedentes sobre seu compromisso com a luta contra o antissemitismo e adoção de uma abordagem comum de segurança para proteger as comunidades e instituições judaicas na Europa.

“Como todos sabemos, estes são tópicos de suma importância para o Congresso Judaico Mundial e nós acolhemos calorosamente esta iniciativa, que veio em resposta a dedicados esforços diplomáticos feitos pelo CJM, em conjunto com o nosso afiliado, o Congresso Judaico Europeu”.

A declaração, acordada pelos ministros do Interior dos 28 Estados-Membros da UE numa reunião do Conselho da União Europeia, apela aos Estados-Membros do bloco para que tomem medidas de salvaguarda para as comunidades e instituições judaicas e cidadãos judeus; adotem o ensino do Holocausto nas escolas; apoiem a definição de antissemitismo da Aliança Internacional para a Recordação do Holocausto nos domínios da aplicação da lei, da educação e da informação; e, por fim, fiquem atentos às manifestações de antissemitismo e ao conteúdo antissemita de grupos e organizações terroristas.