04.04.24 | Mundo

No parlamento de Israel, refém liberta declara: “Toda mulher capturada em Gaza sofreu assédio sexual”

A jovem Maya Regev, de 21 anos, foi capturada pelo Hamas em 7 de outubro e mantida refém pelos terroristas por 50 dias. Segundo reportagem publicada no Times of Israel, a jovem afirmou em sessão do Comitê sobre Status das Mulheres e Igualdade de Gênero no parlamento israelense (Knesset) que “toda mulher capturada em Gaza passa por alguma forma de assédio sexual”.

Regev fez um apelo aos parlamentares para que os 134 reféns sejam resgatados o quanto antes. 19 mulheres ainda são mantidas em cativeiro pelos terroristas. “Eu fui libertada após 50 dias e estou lidando com os impactos disso; não quero descrever o que elas estão passando lá”, complementa.


Receba nossas notícias

Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.
Invalid Input

O conteúdo dos textos aqui publicados não necessariamente refletem a opinião da CONIB. 

Desenvolvido por CAMEJO Estratégias em Comunicação